Tudo Sobre Energia Solar no Horário Reservado

Olá Energista! Na hora de fazer um projeto de energia solar já se deparou com consumidores que possuem horário reservado (também chamado de horário especial)? E diante disso, não sabe como proceder com o projeto. Não se preocupe! Vem comigo que vou te explicar como usar energia solar no horário reservado?

horário reservado fotovoltaico

O que é Horário Reservado?

De antemão, também é conhecido como horário especial ou período reservado. É um desconto aplicado às unidades consumidoras do grupo A, da subclasse rural irrigante ou aquicultura.

O objetivo é incentivar o uso da tecnologia de irrigação/aquicultura ao mesmo tempo que se promove o consumo de energia elétrica em horários de baixa demanda, como o período noturno.

De um lado, os consumidores conseguem reduzir o custo operacional do seu sistema e aumentar a produtividade. Do outro lado, o sistema elétrico atenua a sazonalidade diária da carga total.

Para tanto, o horário reservado é o período de 8h30min do dia que abrange toda a madrugada, em que a carga destinada à irrigação ou aquicultura recebe um desconto na tarifa de acordo com a região em que se localiza e o grupo tarifário a que pertence. A REN nº 1000/2022, na seção VI, regulamenta esse desconto.

E quais são os equipamentos que dão direito ao benefício?

Eles são beneficiados de acordo com a sua classificação:

Irrigação: motores utilizados no bombeamento para captação de água e adução, na injeção de fertilizantes na linha de irrigação, na aplicação da água no solo mediante o uso de técnicas específicas e na iluminação dos locais de instalação desses equipamentos.

Aquicultura: motores utilizados no bombeamento para captação de água e dos tanques de criação, no berçário, na aeração e na iluminação nesses locais.

Lembro para você que: nas modalidades tarifárias do Grupo A (consumidores do grupo A apresentam tensão de ≥ 2,3 kV), é aplicado os horários de ponta e fora pont

consumidor grupo A horário reserdado

Ademais, a tarifa no horário reservado possui desconto, mas ela pertence ao posto tarifário FORA PONTA.

Mas então Joi, vale a pena dimensionar um sistema de energia solar fotovoltaico para o horário reservado? 
Vem comigo que vou te explicar direitinho a seguir.

Viabilidade no horário reservado

A energia solar fotovoltaica acontece praticamente no horário de fora ponta, já que sua geração ocorre no período do dia, certo?

Então, os créditos são compensados, primeiramente no mesmo posto tarifário em que foram gerados.

Logo após, com o fator de ajuste, ocorrerá a compensação dos créditos nos postos diferentes.

Ou seja, 1º os créditos serão compensados Fora Ponta e, logo depois, na sequência do horário reservado. Após, a compensação ocorre no horário de Ponta.

Assim, em virtude da tarifa muito baixa no horário reservado, a questão é se há viabilidade para dimensionar um sistema de energia solar fotovoltaico?

Dimensionar um sistema de energia solar fotovoltaico para compensar todo consumo desses consumidores pode prolongar o payback, já que a tarifa é muito baixa!

Agora, ao dimensionar um sistema de energia solar para abater o consumo fora ponta (com tarifa cheia), exceto horário reservado, o projeto se torna mais viável!

viabilidade horário reservado

Atenção!

Desde janeiro de 2019 os descontos para produtor rural na conta de energia elétrica começaram a diminuir gradativamente e possivelmente chegarão a zero até 2023.

É o que está valendo após a assinatura do Decreto Presidencial (decreto Nº 9.642) de dezembro de 2018.

O objetivo do decreto é reduzir os descontos concedidos à tarifa de energia elétrica nos próximos cinco anos. O decreto retira, gradualmente (20% ao ano), o desconto que é dado a todas as unidades de consumo classificadas como rurais.

Os dois grupos de consumidores rurais classificados em grupo A (Alta Tensão) e grupo B (Baixa Tensão) possuem descontos de 10% e 30% na tarifa básica de energia elétrica, respectivamente.

Tal desconto possivelmente vai zerar até 2023. Porém, o desconto para irrigação e aquicultura no horário reservado vai permanecer, pois eles não foram afetados pelo decreto e continuam válidos, uma vez que são garantidos pela Lei nº 10.438, de 2002.

Entretanto, estes produtores não podem acumular com o desconto na tarifa básica para ambos os grupos.

Os clientes do Grupo A continuam com o desconto de 70% a 90% na tarifa referente ao horário reservado (período noturno). O desconto para o restante do dia que, atualmente, é de 10% será reduzido para 8% em 2019.

Os clientes do Grupo B mantêm o desconto de 60% a 73% na tarifa referente ao horário reservado. Porém, perdem acumulação do desconto da classe rural. O desconto da classe rural para o restante do dia que, atualmente, é de 30% será reduzido para 24% em 2019.

Então, quer se aprofundar mais e se tornar um expert no Mercado de Energia?

Clique aqui e participe do nosso curso!

Até o próximo post!
Joi e equipe!

24 Comentários

    • Caroline - Equipe Energês

      Olá Erasmo, obrigada pelo feedback.
      Você consegue identificar os dados de consumo por data e hora somente com memória de massa. Ela pode ser solicitado junto da distribuidora de energia.

  1. Daniel

    Boa noite,

    Uma dúvida, durante o final de semana , o horário reservado é apenas período de 8h30min do dia que abrange toda a madrugada? ou conta o dia inteiro?

    • Caroline - Equipe Energês

      Olá Daniel, como vai?
      Sim, o horário reservado abrange todos os dias da semana, inclusive sábados, domingos e feriados nacionais, pelo período das 8h:30min da madrugada.

    • Caroline - Equipe Energês

      Olá Alexandre, como vai?
      “Logo após, com o fator de ajuste, ocorrerá a compensação dos créditos nos postos diferentes. Ou seja, 1º os créditos serão compensados Fora Ponta e, logo depois, na sequência do horário reservado. Após, a compensação ocorre no horário de Ponta”

  2. Marco

    Como a tarifa na geração é fora ponta, a compensação ocorre a maior no horario reservado? Ou seja, aplica-se o fator de reajuste da mesma forma que fora ponta na ponta?

    • Caroline - Equipe Energês

      Olá Marco, como vai?
      O fator de ajuste do horário reservado é a mesma coisa que do horário fora ponta.

  3. Celso Viana da Silva

    A legislação atual, permite homologar junto à Distribuidora, um sistema de energia solar para abater o consumo fora ponta (com tarifa cheia), exceto horário reservado?

    • Conteudista

      Olá Celso!

      o abatimento dos créditos sempre vai ocorrer primeiro no posto tarifário que é gerado.

  4. Gabriel

    Eu fiquei na dúvida quando me deparei com a situação seguinte para meu cliente:

    Consumo total = 10.000 kwh/mês
    Consumo total menos o consumo reservado = 5.000 kwh/mês

    Custo total para geração de 10.000 kwh/mês = R$290 mil
    Custo total para geração de 5.000 kwh/mês = R$140 mil

    Se ele ficar os 25 anos pagando essa energia do consumo reservado, vai dar mais do que a diferença de valor entre os custos das duas instalações, isso quer dizer que compensa fazer o maior sistema incluindo a geração para cobrir o consumo reservado, não seria isso?

  5. Flávio Bueno

    Boa tarde!

    Caso dimensione o sistema para compensar o horário FP, horário reservado e horário P, devo somar o consumo do horário reservado com o consumo do horário FP? Para depois aplicar o FA no horário P e somar com todo consumo do FP e Reservado.

  6. George Santos

    Caroline, muito obrigado pelo conteúdo! Muito útil !!! Tenho uma dúvida: para compensação no horário de ponta, se a relação tarifária é de 1:2, para cada 1 kWh consumido Na Ponta Eu tenho que gerar 2 kWh no horário Fora Ponta para compensar esse consumo. Estou com um caso de tarifa rural onde o custo do kWh no reservado é 10 X menor que no horário Fora Ponta. Dessa forma, a relação tarifária é de 10:1, isso significa que para cada 1kWh gerado Fora Ponta eu vou poder compensar 10 kWh no horário reservado ?

    • Conteudista

      Olá George!
      Para o horário reservado não precisa fazer o fator de ajuste. Pois, a tarifa no horário reservado possui desconto, mas ela pertence ao posto tarifário FORA PONTA.

  7. Ricardo

    No caso da compensação onde não há diferenciação entre ponta e fora de ponta, será compensado o consumo ativo total antes do consumo reservado?

    • Conteudista

      Olá Ricardo!
      De acordo com o definido pela lei, o excedente de energia será utilizado primeiro para abater o consumo da unidade geradora no mesmo posto tarifário em que foi gerado e, posteriormente, em diferentes postos tarifários da mesma unidade consumidora. Se não utilizado o excedente restante vai se tornar crédito, para ser usado em outros ciclos de faturamento.
      Nete artigo explicamos mais sobre isso: https://energes.com.br/excedente-credito-de-energia/

  8. Manoel

    Boa tarde, diante de tudo que foi dito e comentado o assunto ficou muito bem esclarecido.
    Porém gostaria de saber de forma bem objetiva, se uma Unidade Consumidora que tem o beneficio do horário reservado. Se essa UNIDADE CONSUMIDORA não perde o direito à esse benefico ao instalar energia solar. Pelo texto e pelos comentarios entende-se que não. Porém alguns funcionarios da distribuidora EQUATOTIAL-MA, falam para os clientes que tem benefico, que caso eles instalem energia solar fotovoltaico, perderão o beneficio. Gostaria de uma explanação. Grato!!

      • Juan Lucas

        Não faz sentido, se o consumidor não perde o beneficio, porque eu não posso fazer um fator de ajuste para a hora reservada? ja que se eu ajustar meu sistema com o FA da HR meu sistema ficará menor e consequentemente o payback tbm ficará menor

        • Conteudista

          Olá Juan!
          É possível dimensionar o sistema para abater o consumo do horário reservado.
          A única questão, conforme citamos no artigo, é a questão da viabilidade financeira do sistema, uma vez a tarifa de energia é muito baixa no horário reservado, sendo assim, o payback do sistema pode aumentar.
          Mas tudo isso é uma questão de fazer analises e verificar com vai ficar o retorno do sistema.
          Se precisar, temos disponíveis planilhas de cálculo de fazendo analise da viabilidade de implantação de sistema FV já com as novas regras.
          >>https://energes.com.br/planilha-de-simulacao-grupo-a/
          >>https://energes.com.br/planilha-de-simulacao-grupo-b/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Aquecimento Solar

Conceitos iniciais. Conhecimento de Coletores e Boilers. Projeto SAS - Sistema de Aquecimento Solar. Planilha de Dimensionamento Aquecimento Solar. Como Dimensionar projeto SAS. Aquecimento Solar e Aquecimento Piscina. MasterClass de Aquecimento Solar.

Energia Fotovoltaica

Principais Conceitos. Conhecimento de equipamentos de usinas FV. Visita Técnica, Solicitação de Acesso, Solicitação de Vistoria. Comissionamento. Licenciamento Ambiental SC. Erros em sistemas FV. Usinas Solares Centralizadas (Outorga ANEEL e Medição de dados Solarimétricos). Como dimensionar um sistema conectado à rede. Dimensionamento de sistema Off-grid. Planilha de Dimensionamento On-grid. Vendas. Estudos Econômicos e Fluxo de Caixa Grandes Usinas na GD.

Eficiência Energética

Práticas de Eficiência Energética. Como fazer uma Auditoria Energética. Eficiência aplicada na iluminação. Planilha de Eficiência Energética para substituição de lâmpadas. Planilha de Gestão e Análise de Modalidades Tarifárias. Eficiência aplicada às edificações. Gestão de Energia (ISO 50.001).

Tarifa e Fatura de Energia

Manual da Conta de Energia. Minicurso Estrutura Tarifária. Estrutura e Composição Tarifária. Planilha de Modalidade Tarifária. Gestão de Energia no Agronegócio.

Energia Eólica

Conceitos iniciais. Medição de Dados Anemométricos. Potência do Vento. Materiais e propriedades construtivas do Aerogerador. Outorga e Implantação de usina eólica. Planilhas de Prospecção de Potencial Energético (usando dados de medição de vento real e dados de vento estimados do local).

Biomassa

Introdução, Conceitos, Tipo, Conversão e Usos da Biomassa. Como fazer cálculo de produção de biogás. Planilha de Geração de Biogás de Suínos, de Aterro Sanitário e de Efluentes. Dimensionamento Biodigestores. Outorga ANEEL.

Energia Hidrelétrica

Conceitos iniciais. Componentes de uma Usina e Medição de dados Fluviométricos. Processo de Outorga de Água. Usos da Água. Projeto Básico. Etapas de Projeto Básico. Prospecção de Potencial Energético (Planilha cálculo para CGH). Planilha de potência mecânica e elétrica. Estudos Econômicos e Fluxo de Caixa de Usinas.

Energias Renováveis e Carreira

Introdução às Energias Renováveis. Energia Geotérmica. Energia Maremotriz e das Ondas. Performance de Sistemas de Geração de Energia. Oportunidades na prática no setor. Como descobrir o melhor cargo para você conforme sua personalidade. Características e ferramentas para ser um profissional valorizado. Jornada do Profissional de Energia. Maratona do Profissional de Energia.

Novas Tecnologias


Energia Eólica Off-Shore. Hidrogênio Verde. Armazenamento de energia - baterias. Planilha de baterias para sistemas off-grid e para sistemas híbridos. Mercado de Carbono. Implantação de ESG. Planilha de baterias para sistemas off-grid e para sistemas híbridos

Curso Carregadores Elétricos – Sua nova fonte de renda

Setor Elétrico e Geração Distribuída

Introdução ao setor elétrico. Conhecendo órgãos regulamentadores do setor. Agenda regulatória da Aneel. Desmitificando conceitos complexos e temas polêmicos (Garantia de Suprimento, PLD horário, Separação Lastro e Energia, GSF...). Planilha de Estudos Econômicos Financeiros. Modernização do setor elétrico. Processo de Compensação de Energia. Novas Regras da Geração Distribuída (Lei 14.300/2022). Resolução 1000/2021. Planilha para cálculo de Simultaneidade. Performance de sistemas de geração de energia: Fator de Capacidade e PR. Planilha de cálculo Fator de Capacidade.

Mercado Livre de Energia

Conceitos iniciais. Processo de Abertura do Mercado Livre. Por dentro de uma Comercializadora de Energia (Front, Back e Middle Office). Migração para o Mercado Livre. Planilha de Estudo de Viabilidade para Mercado Livre. Processo de Adesão na CCEE. Geradores de Energia (Produtor Independente e Autoprodutor).