Fala Energista! Você já deve ter ouvido falar que até um prédio pode participar da geração distribuída, não é mesmo?

Se você ainda não sabe a diferença das 4 modalidades de Geração Distribuída, vem comigo para aprender tudo na prática.

A Lei 14.300/22, estabelece os enquadramentos de todas as unidades consumidoras participantes do sistema de Compensação de Energia (Microgeração e Minigeração Distribuída), assim como a forma que estes consumidores compensarão a energia no sistema.

Cada característica da UC (Unidade Consumidora), tanto geradora quanto beneficiárias, são analisadas para o melhor enquadramento possível.

Nesse sentido, é importante diferença entre as modalidades de GD, para que os benefícios aplicáveis a cada tipo de unidade consumidora sejam atingidos.

Para saber mais sobre a Geração Distribuída, acesse o artigo Aqui.

Agora, conheça as 4 modalidades de GD.

Bora lá!

1 - Autoconsumo Local

Antes da Lei 14.300/22, essa modalidade era chamada de “geração junto à carga”. Com a publicação da Lei, ocorreu uma modificação na nomenclatura, e agora ela passou a ser denominada de Autoconsumo Local (Art. 1º Lei 14.300/22 e Art. 2º REN 1.000/21). 

De antemão, esta é a modalidade de geração distribuída mais simples. O consumidor que optar pelo autoconsumo local possui seu sistema de geração de energia elétrica no mesmo local do seu consumo. Ou seja, o sistema de geração deste consumidor compartilha do mesmo ponto de conexão de energia da UC com a distribuidora.

Aliás, nesta modalidade, a única unidade consumidora que receberá os créditos de energia será a unidade no local onde o projeto está instalado, não tendo beneficiárias. 

Por exemplo, João possui um sistema solar fotovoltaico em seu telhado. Ele deseja apenas compensar o consumo da residência cadastrada em seu CPF. Portanto, toda energia que o sistema de João gerar, compensará o consumo de energia da sua casa.

Modalidade de Compensação de Energia

Vale ressaltar que esta modalidade se aplica para Micro e Minigeração Distribuída. Logo, o valor limite para a geração junto à carga é de 5 MW fontes despachaveis e 3 MW fontes não despacháveis. Clique aqui para entender mais sobre os novos limites de potência na GD. 

2 - Autoconsumo remoto

Primeiramente, o Autoconsumo Remoto se caracteriza por unidades consumidoras que são de um mesmo CNPJ (podem ser unidades inscritas com CNPJ matriz ou CNPJ filial), ou estão sob titularidade uma mesma pessoa física (CPF), pertencentes à mesma área de concessão da distribuidora de energia (Art. 1º Lei 14.300/22 e Art. 2º REN 1.000/21).  

Ou seja, esta modalidade se aplica ao consumidor que possui mais de uma unidade consumidora em seu nome e deseja participar do sistema de GD.

Nesta modalidade de geração distribuída, a unidade geradora não precisa necessariamente estar instalada no mesmo local que o de consumo (uma vez que são diferentes unidades).

Isso significa que o sistema de geração pode ser implementado em outro terreno, desde que o ponto de conexão esteja sob a mesma titularidade e na mesma área de concessão.

Por exemplo, Mario tem rede de 3 lojas e deseja compensar a energia de suas unidades consumidoras, todas inscritas no mesmo CNPJ. Para isso, decidiu instalar uma CGH (Central Geradora Hidrelétrica), para gerar a energia para as lojas.

Nesse sentido, esta usina estará afastada da rede de lojas, mas na mesma área de concessão das UCs. No local da geração será cadastrada uma Unidade Consumidora de mesma titularidade.

Por fim, para que as unidades recebam os créditos de energia e façam parte da compensação de energia, é necessário encaminhar uma Lista de Unidades consumidoras, anexa ao pedido de orçamento de conexão, indicando a porcentagem relativa a geração que cada loja receberá.

3 - EMUC: Empreendimento com Múltiplas Unidades Consumidora

Em resumo, um EMUC é composto por unidades consumidoras que se situam num mesmo local, mas utilizam a energia elétrica de forma independente.

Ou seja, embora a conexão elétrica com a distribuidora seja por um único ponto de conexão, o consumo de cada uma das unidades é medido separadamente.

Em suma, esta modalidade se aplica à lugares como shoppings, prédios comerciais, condomínios residenciais (verticais ou horizontais), ou unidades consumidoras que estão em propriedades uma ao lado da outra, sem separação por vias públicas ou outras propriedades não integrantes do EMUC.

Vale ressaltar que as áreas de uso comum fazem parte de uma unidade consumidora distinta, de titularidade do proprietário do empreendimento.

Esta modalidade de geração distribuída se caracteriza por possuir mais de uma unidade consumidora, no entanto a titularidade das unidades consumidoras participantes da Lista de UCs pode ser de distintos CPFs e/ou CNPJs, participantes do condomínio.

Assim, como no Autoconsumo Remoto, uma a Lista de Unidades Consumidoras deve indicar a porcentagem que cada UC receberá, conforme acordo entre os participantes.

Por exemplo, Rafael e Renata são vizinhos, moram no mesmo prédio. Este prédio possui um sistema de Geração Distribuída para abater o consumo dos condôminos. Logo, uma porcentagem (fração) da injeção de energia do projeto será destinada para Rafael e Renata.

EMUC

Por fim, vale destacar que a unidade consumidora das áreas comuns do condomínio pode ou não participar do rateio, basta que haja esta indicação na Lista de UCs.

4 - Geração Compartilhada

A Geração Compartilhada, também conhecida como “Fazenda Solar”, é uma das modalidades de compensação prevista pela Lei 14.300/22.

Está modalidade se caracteriza por um acordo entre unidades consumidoras, dentro da mesma área de concessão, que possuem um projeto de GD em local diferente das UCs consumidoras.

Este acordo entre as unidades consumidoras, que podem ser Pessoa Física (CPF) ou Pessoa Jurídica (CNPJ). 

geração compartilhada

A novidade trazida pela Lei 14.300/22 foi o acréscimo de novos modelos para a reunião dos consumidores. Agora temos as seguintes possibilidades:

– Cooperativa (mínimo 20 PFs, excepcional PJ); – Consórcio (PJ); – Consórcio de consumidores (NOVIDADE aguarda regulação); – Condomínio civil voluntário ou edilício (NOVIDADE PF e Pj); e – Qualquer outra forma de associação civil (NOVIDADE PF e pJ ).

Gostou desse conteúdo e deseja ampliar as possibilidades de atuação na Geração Distribuída? Clique no botão abaixo e faça o curso completo sobre as Novas Regras da Micro e Minigeração distribuída, com PLANILHA EXCLUSIVA para análise do novo modelo de compensação.

Ficou alguma dúvida, entre em contato conosco.

Joi e Equipe Energês.

Aquecimento Solar

Conceitos iniciais. Conhecimento de Coletores e Boilers. Projeto SAS - Sistema de Aquecimento Solar. Planilha de Dimensionamento Aquecimento Solar. Como Dimensionar projeto SAS. Aquecimento Solar e Aquecimento Piscina. MasterClass de Aquecimento Solar.

Energia Fotovoltaica

Principais Conceitos. Conhecimento de equipamentos de usinas FV. Visita Técnica, Solicitação de Acesso, Solicitação de Vistoria. Comissionamento. Licenciamento Ambiental SC. Erros em sistemas FV. Usinas Solares Centralizadas (Outorga ANEEL e Medição de dados Solarimétricos). Como dimensionar um sistema conectado à rede. Dimensionamento de sistema Off-grid. Planilha de Dimensionamento On-grid. Vendas. Estudos Econômicos e Fluxo de Caixa Grandes Usinas na GD.

Eficiência Energética

Práticas de Eficiência Energética. Como fazer uma Auditoria Energética. Eficiência aplicada na iluminação. Planilha de Eficiência Energética para substituição de lâmpadas. Planilha de Gestão e Análise de Modalidades Tarifárias. Eficiência aplicada às edificações. Gestão de Energia (ISO 50.001).

Tarifa e Fatura de Energia

Manual da Conta de Energia. Minicurso Estrutura Tarifária. Estrutura e Composição Tarifária. Planilha de Modalidade Tarifária. Gestão de Energia no Agronegócio.

Energia Eólica

Conceitos iniciais. Medição de Dados Anemométricos. Potência do Vento. Materiais e propriedades construtivas do Aerogerador. Outorga e Implantação de usina eólica. Planilhas de Prospecção de Potencial Energético (usando dados de medição de vento real e dados de vento estimados do local).

Biomassa

Introdução, Conceitos, Tipo, Conversão e Usos da Biomassa. Como fazer cálculo de produção de biogás. Planilha de Geração de Biogás de Suínos, de Aterro Sanitário e de Efluentes. Dimensionamento Biodigestores. Outorga ANEEL.

Energia Hidrelétrica

Conceitos iniciais. Componentes de uma Usina e Medição de dados Fluviométricos. Processo de Outorga de Água. Usos da Água. Projeto Básico. Etapas de Projeto Básico. Prospecção de Potencial Energético (Planilha cálculo para CGH). Planilha de potência mecânica e elétrica. Estudos Econômicos e Fluxo de Caixa de Usinas.

Energias Renováveis e Carreira

Introdução às Energias Renováveis. Energia Geotérmica. Energia Maremotriz e das Ondas. Performance de Sistemas de Geração de Energia. Oportunidades na prática no setor. Como descobrir o melhor cargo para você conforme sua personalidade. Características e ferramentas para ser um profissional valorizado. Jornada do Profissional de Energia. Maratona do Profissional de Energia.

Novas Tecnologias


Energia Eólica Off-Shore. Hidrogênio Verde. Armazenamento de energia - baterias. Planilha de baterias para sistemas off-grid e para sistemas híbridos. Mercado de Carbono. Implantação de ESG. Planilha de baterias para sistemas off-grid e para sistemas híbridos

Curso Carregadores Elétricos – Sua nova fonte de renda

Setor Elétrico e Geração Distribuída

Introdução ao setor elétrico. Conhecendo órgãos regulamentadores do setor. Agenda regulatória da Aneel. Desmitificando conceitos complexos e temas polêmicos (Garantia de Suprimento, PLD horário, Separação Lastro e Energia, GSF...). Planilha de Estudos Econômicos Financeiros. Modernização do setor elétrico. Processo de Compensação de Energia. Novas Regras da Geração Distribuída (Lei 14.300/2022). Resolução 1000/2021. Planilha para cálculo de Simultaneidade. Performance de sistemas de geração de energia: Fator de Capacidade e PR. Planilha de cálculo Fator de Capacidade.

Mercado Livre de Energia

Conceitos iniciais. Processo de Abertura do Mercado Livre. Por dentro de uma Comercializadora de Energia (Front, Back e Middle Office). Migração para o Mercado Livre. Planilha de Estudo de Viabilidade para Mercado Livre. Processo de Adesão na CCEE. Geradores de Energia (Produtor Independente e Autoprodutor).