No meio energético muito se fala em despacho de usinas. Se tratando de Brasil e de todas as fontes para obtenção de energia, isso se torna um pouco complexo.

Para que o sistema de geração de energia no Brasil opere bem, com menor custo e aproveitando ao máximo todos os recursos nós precisamos de uma programação e um planejamento.

A ONS define a programação da operação do sistema elétrico que corresponde ao despacho das usinas que irão gerenciar a demanda no Brasil.

A geração de energia no nosso país é por um sistema hidro-termo-eólico e objetivo da programação da operação é atender toda a demanda através do despacho das usinas. Isso minimiza ao máximo o custo de operação, aumenta a modicidade tarifária e consequentemente o consumidor pagar menos.

Despacho de usinas é o conjunto de instruções, ações e o controle feito pelo ONS nos processos de planejamento e programação, operação em tempo real e pós operação.

Então quem “manda” na usina em operação é o ONS, mas isso é feito só para as usinas maiores, usinas que contribuem com parcelas enormes de geração.

De ante mão, os geradores ofertam quanta energia querem produzir e a qual preço. A partir dessas informações, o operador do sistema constrói a curva de oferta (crescente com o preço) e a curva de demanda (decrescente com o preço).

Tais curvas são analisadas e se “cruzam” para se obter um ponto de equilíbrio. São despachadas as usinas cujas ofertas de preço sejam menores ou iguais à esse ponto de equilíbrio.

Todavia, existem dois despachos: o despacho centralizado e o despacho descentralizado.

Cada modelo é determinado para algum tipo de usina. Conforme a modalidade de operação, a usina pode ser:

– TIPO I – Programação e despacho centralizados;
– TIPO II – Programação centralizada e despacho não centralizado;
– TIPO III – Programação e despacho não centralizados.

M5-A1_page-0005

Por exemplo, usinas eólicas e solares, seguem o despacho descentralizado. Pois, devido sua intermitência, devem estar associadas à outras usinas que possam ser acionadas em caso de pouco vento ou pouca insolação.

Já, para um gerador hidrelétrico, por exemplo, o despacho é centralizado. Pois, a operação diária do reservatório é essencial. Se temos duas usinas, uma em sequência da outra, a geração da segunda vai depender diretamente da disponibilizada de água fornecida pela primeira.

Como a “disputa” de água é de interesse das duas usinas, a necessidade de despacho centralizado é maior.

A maioria dos despachos no Brasil são centralizados, pois a matriz energética ainda está se consolidando diversificada.

Lembro também que não são todas as usinas hídricas, solares, eólicas, térmicas…. que são despachadas. Para saber mais informações sobre o tipo de usina, acesse aqui.  

Aquecimento Solar

Conceitos iniciais. Conhecimento de Coletores e Boilers. Projeto SAS - Sistema de Aquecimento Solar. Planilha de Dimensionamento Aquecimento Solar. Como Dimensionar projeto SAS. Aquecimento Solar e Aquecimento Piscina. MasterClass de Aquecimento Solar.

Energia Fotovoltaica

Principais Conceitos. Conhecimento de equipamentos de usinas FV. Visita Técnica, Solicitação de Acesso, Solicitação de Vistoria. Comissionamento. Licenciamento Ambiental SC. Erros em sistemas FV. Usinas Solares Centralizadas (Outorga ANEEL e Medição de dados Solarimétricos). Como dimensionar um sistema conectado à rede. Dimensionamento de sistema Off-grid. Planilha de Dimensionamento On-grid. Vendas. Estudos Econômicos e Fluxo de Caixa Grandes Usinas na GD.

Eficiência Energética

Práticas de Eficiência Energética. Como fazer uma Auditoria Energética. Eficiência aplicada na iluminação. Planilha de Eficiência Energética para substituição de lâmpadas. Planilha de Gestão e Análise de Modalidades Tarifárias. Eficiência aplicada às edificações. Gestão de Energia (ISO 50.001).

Tarifa e Fatura de Energia

Manual da Conta de Energia. Minicurso Estrutura Tarifária. Estrutura e Composição Tarifária. Planilha de Modalidade Tarifária. Gestão de Energia no Agronegócio.

Energia Eólica

Conceitos iniciais. Medição de Dados Anemométricos. Potência do Vento. Materiais e propriedades construtivas do Aerogerador. Outorga e Implantação de usina eólica. Planilhas de Prospecção de Potencial Energético (usando dados de medição de vento real e dados de vento estimados do local).

Biomassa

Introdução, Conceitos, Tipo, Conversão e Usos da Biomassa. Como fazer cálculo de produção de biogás. Planilha de Geração de Biogás de Suínos, de Aterro Sanitário e de Efluentes. Dimensionamento Biodigestores. Outorga ANEEL.

Energia Hidrelétrica

Conceitos iniciais. Componentes de uma Usina e Medição de dados Fluviométricos. Processo de Outorga de Água. Usos da Água. Projeto Básico. Etapas de Projeto Básico. Prospecção de Potencial Energético (Planilha cálculo para CGH). Planilha de potência mecânica e elétrica. Estudos Econômicos e Fluxo de Caixa de Usinas.

Energias Renováveis e Carreira

Introdução às Energias Renováveis. Energia Geotérmica. Energia Maremotriz e das Ondas. Performance de Sistemas de Geração de Energia. Oportunidades na prática no setor. Como descobrir o melhor cargo para você conforme sua personalidade. Características e ferramentas para ser um profissional valorizado. Jornada do Profissional de Energia. Maratona do Profissional de Energia.

Novas Tecnologias


Energia Eólica Off-Shore. Hidrogênio Verde. Armazenamento de energia - baterias. Planilha de baterias para sistemas off-grid e para sistemas híbridos. Mercado de Carbono. Implantação de ESG. Planilha de baterias para sistemas off-grid e para sistemas híbridos

Curso Carregadores Elétricos – Sua nova fonte de renda

Setor Elétrico e Geração Distribuída

Introdução ao setor elétrico. Conhecendo órgãos regulamentadores do setor. Agenda regulatória da Aneel. Desmitificando conceitos complexos e temas polêmicos (Garantia de Suprimento, PLD horário, Separação Lastro e Energia, GSF...). Planilha de Estudos Econômicos Financeiros. Modernização do setor elétrico. Processo de Compensação de Energia. Novas Regras da Geração Distribuída (Lei 14.300/2022). Resolução 1000/2021. Planilha para cálculo de Simultaneidade. Performance de sistemas de geração de energia: Fator de Capacidade e PR. Planilha de cálculo Fator de Capacidade.

Mercado Livre de Energia

Conceitos iniciais. Processo de Abertura do Mercado Livre. Por dentro de uma Comercializadora de Energia (Front, Back e Middle Office). Migração para o Mercado Livre. Planilha de Estudo de Viabilidade para Mercado Livre. Processo de Adesão na CCEE. Geradores de Energia (Produtor Independente e Autoprodutor).